CORRA PRA LER #01: Oyasumi Punpun

Título: Oyasumi Punpun
Autor: Inio Asano
Categoria: Drama, Seinen, Psicológico, Comedia, slice-of-life
Publicação: 2007 – em andamento
Serialização: Big Comic Spirits (Shogakukan)

Ditado aplicado: “Nunca Julgue um Livro pela Capa”. Considerado um dos roteiristas mais filosóficos da atualidade, Inio Asano (o mesmo de Solanin) nos apresenta uma história que te prende, com uma arte de fazer inveja.

Difícil explicar, mas muito fácil de se apaixonar, a história de Oyasumi Punpun trata, de forma única, sobre algo muito simples: a vida. Essa é a história sobre a vida de Punpun (Não! Não é o nome da menina da imagem acima), superando seus obstáculos e as adversidades que o mundo lhe traz.

Mas afinal, quem é Punpun?

Bem.. na realidade, Punpun é esse da imagem ao lado (Ah, vá! Ele é um garoto normal…!) que está entrando na puberdade, época a qual muitos de nós têm boas e más lembranças. Punpun é uma garoto como todos: agitado, tem uma grande imaginação e tem uma paixonite por uma colega de sala chamada Aiko Tanaka. Uma criança como qualquer outra.

Mas a história não fica só nisso de “paixão de colegial”. Após conhecer Aiko, o garoto começa a persegui-la e,  a partir de uma conversa com a garota, Punpun é despertado, através da garota, para seus sonhos, suas visões pro futuro e o que planeja fazer quando adulto. A partir daí, os dois começam uma relação que mudará o ruma da história.

A princípio, você, leitor, deve está achando tudo muito “normalzinho” e bonito, mas um autor como o Inio Asano – conhecido por sua dramaticidade – não faria uma história tão rasa. Pois é! O autor surpreende o leitor rapidamente e de maneira impactante, focando principalmente na vida do personagem principal (não deixando de se aprofundar nos personagens secundários). Como já foi dito acima, Punpun tem sua vida rodeada de obstáculos e dificuldade que ele precisa enfrentar.

Partindo do princípio de acompanhar a história desse garoto estranho, quem estiver lendo, sem perceber, é tragado para dentro da vida do garoto e se sente convidado a acompanhar como ele vai lhe dar com todas aquelas dificuldades e descobertas que todo mundo passa na sua idade. Uma fase de descobertas e desilusões.

A série conta a vida de Punpun desde sua infância até a fase adulta, e todos os problemas e reviravoltas da vida que fazem parte do mundo à sua volta. É a partir disso que se desenrola a profunda e extremamente densa história desse mangá.

A arte

A arte de Oyasumi Punpun é sem dúvidas, foi o que me chamou mais atenção. Seu ponto forte. Tanto pelo lado interessantes, como curioso curiosos, principalmente quando o assunto é o design de alguns personagens como Punpun e seus familiares, que são desenhados como se fossem estranhos pássaros brancos e sem muitos detalhes (algo único, que só vi com o Asano).

A forma como o autor desenha seus personagens é algo que sempre tem um motivo filosófico, fazendo com que o leitor pare pra pensar qual o real motivo do personagem ter aquela aparência. Muitos criam teorias sobre os reis motivos do autor ter criado o design de Punpun com traços tão simples e primitivos (não quero falar aqui minha teoria, pois ainda estou formando minha opinião sobre seu significado).

(Notem a semelhança gritante do professor de Punpun e o Asano…)

Outro ponto fortíssimo, que vale destacar, são os cenários que Asano coloca em papel. Cenários bem detalhados e impactantes e que te prende mais e mais pela arte dele. É de ficar de queixo caído com a quantidade de detalhes que ele insere num único quadro (Algo que também e repetido em muitos de seus personagens. É incrível!). Confira mais um pouco:

Quanto aos personagens… se você já acompanhou algum outro mangá do autor, sabe o que terá em Oyasumi Punpun: personagens com rostos largos e alguns com uma aparência bem feia e caricata que chega a ser cômica ou medonha (eu, particularmente, acho bem medonhas. Mas gosto bastante desse tipo de representação. É arte pura!).

Conclusão

Nesse mundão de mangás que andam por aí, Oyasumi Punpun é uma das séries atualmente que me chamou atenção e que vou companhar até o final. Arte e drama são o “carro chefe” do Asano e é o que faz com que o autor se destaque no meio dos outros. Com uma grande carga dramática, a obra tem um conteúdo que dificilmente o leitor não se identifique. Oyasumi Punpun é sem dúvida alguma, um dos melhores mangás em publicação atualmente.  Portanto, CORRA! LEIA! A obra é altamente recomendável.

Considerações Finais

Agradeço ao meu colega blogueiro, @Nintakun, grande fã da série, que me indicou o título através de seu blog pessoal, o Mangas Cult. E espero que continuem acompanhando, a partir deste momento, esta nova coluna do blog que se inicia hoje.

Inté!

Cadmus-Senpai.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em CORRA PRA LER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s